EMENDA AO ORÇAMENTO Vereadores asseguram apoio institucional para realização da Marcha Para Jesus PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

 

Emenda coletiva assinada por todos os vereadores assegura no orçamento de 2013, recursos para a realização da Marcha Para Jesus, garantindo o apoio institucional do Município para o evento que, conforme a foi declarado patrimônio cultural e faz parte do calendário de atividades da Prefeitura.

Na manhã desta quarta-feira (14-11), o presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, Telmário Mota (PDT), e os demais vereadores, receberam uma comitiva de pastores e líderes de igrejas evangélicas em Roraima, para apresentar o texto da emenda que será votada nos próximos dias, destinando R$ 150 mil para a realização da Marcha.

REMANEJANDO DA COMUNICAÇÃO

Telmário Mota explicou que os recursos para a Marcha não vão alterar o orçamento que foi enviado pelo Município para a Câmara porque na verdade o que os vereadores propõem é um remanejamento do orçamento da Secretaria de Comunicação da Prefeitura, para qual foi destinado mais de R$ 1 milhão para 2013.

Projeto de lei Lei nº065, de autoria de Telmário Mota e do vereador Rosival Freitas (PSC), aprovado em agosto de 2009, tornou a Marcha Para Jesus como patrimônio cultural do Município de Boa Vista, garantindo aos organizadores o direito de receber apoio institucional como ocorre com as agremiações que realizam o Carnaval e as festas juninas.

Além disso, a lei 977, resultado de projeto de autoria do então presidente da Câmara, Marcelo Milenium e também do vereador Telmário Mota, instituiu em todo o município de Boa Vista, o “DIA DA MARCHA PARA JESUS”, que regulamentando a realização anualmente no último sábado do mês de setembro.

“Entendemos que a destinação de R$ 150 mil para a realização da Marcha, remanejando desse montante de mais de R$ 1 milhão que a Comunicação terá para trabalhar no próximo ano, não vai comprometer as ações de divulgação do setor. Até porque, pelo que foi estabelecido em lei, a Prefeitura deveria todos os anos garantir esse apoio institucional, inclusive com divulgação, mas isso, na prática, não acontecer. Por esta razão, é necessário que deixemos assegurado no orçamento porque assim, as igrejas terão ferramentas legais para exigir esse apoio e cumprimento da legislação na próxima administração”, esclarece Telmário Mota.

A MARCHA

Em Roraima, a Marcha Para Jesus é realizada pela Ordem dos Ministros Evangélicos de Roraima (OMER), entidade já declarada de utilidade pública, da qual fazem parte pastores e lideranças representando mais de 200 mil pessoas que se declaram evangélicas.

A Marcha Para Jesus é um evento internacional e interdenominacional, apartidário, realizado anualmente em milhares de cidades do mundo. Este ano reuniu mais de 20 mil pessoas que saíram em marcha pelas ruas de Boa Vista, no maior ato profético realizado em Roraima.

Criada e comandada, no Brasil, por lideranças evangélicas, é um ato pacífico, que mobiliza a sociedade e as famílias em busca da paz, de melhoria na qualidade de vida da população e reúne os evangélicos de todas as igrejas para declararem Jesus Cristo como Senhor e Rei da Nação Brasileira.

“A Igreja tem a oportunidade de mostrar que não é restrita aos templos, mas viva e aberta a toda sociedade, além de unir as denominações evangélicas em um ato de expressão pública de fé, amor, agradecimento e exaltação do nome de Jesus Cristo”, acrescenta o presidente da OMER, apóstolo Adriano Melo.

Segundo o vice-presidente da OMER, apóstolo Helton Souza, a iniciativa da Câmara é de fundamental importância para garantir a realização de um evento que dignifica as famílias, que promove a união de todos e mobiliza milhares de cristãos de todas as idades, raças, nacionalidades e culturas étnicas, marchando pelas ruas.

“ Em nome das igrejas evangélicas de Roraima, nossos agradecimentos aos vereadores pelo empenho em assegurar essa conquista para a sociedade. Parabéns aos representantes do Poder Legislativo Municipal que têm sido sensíveis à vontade de Deus e lutado para ampliarmos ainda mais o alcance de um evento que traz infindáveis benefícios para a cidade”, concluiu.